19 de junio de 2012

NUNCA É SILÊNCIO VÃO


Origem, fondo, misma orilla, diferente mar.
Silencio, impulso, paixões, melancolía.
Dos mundos, paralelos universos, uma vida em outra vida.
Alma, peito, atardecer dulce, amanecer despierto.
O meu amor marinheiro.


 _